14 de out de 2012

Hindsight (Pureun Sogeum, 2011)

   Final de semana ou especificamente domingo, ótimo dia para aproveitar tudo o que o cinema nos oferece de melhor (ou não).
   Todo mundo já deve ter conhecido alguém politicamente correto que diz: "Não julgue o livro pela capa". A pessoa que diz isso provavelmente está se referindo a outras pessoas, eu sei, eu também falo assim sobre pessoas, pois as pessoas não escolhem suas capas, elas simplesmente nascem. Eu penso diferente ao falar sobre livros ou filmes, eles pelo contrário das pessoas podem ter a capa criada, então o processo de criação do filme começa pela capa já que é ela que vai fazer o comprador se interessar por aquilo desde o primeiro momento.
   Du Heon ou Yoon é um ex-chefe da máfia que se esforça para mudar de vida ingressando em uma escola de culinária com a esperança de fundar um restaurante. Yoon aparentemente vive uma vida tranquila, mas mal sabe ele que está constantemente correndo risco de morte quando conhece Se Bin.
   Se Bin é um tipo de espiã, ela também ingressa na escola de culinária para espionar Du Heon, mas mesmo depois de cumprir uma missão, ela recebe uma ainda mais difícil que é matar Du Heon. 
   Eu me senti nesse caso da capa a respeito do filme Hindsight. A capa é muito bonita, ela me fez querer assistir realmente ao filme e tudo o que acontece partindo desse momento que eu começo a ver o filme é culpa da capa por ter me enganado ou cumprido com minhas expectativas.
   A capa não me enganou totalmente sobre o filme, capa bonita remete a filme visualmente bonito. A filmagem foi realmente muito bonita e não posso me esquecer de todas aquelas cores deliciosas com uma cobertura amarela. Eu só arrisco em dizer que essa parte visual foi o ponto mais forte do filme. 
   A trama deve bastante comparada a parte visual. A história é lotada de clichês, não acho que isso atrapalhou já que a maioria dos filmes de ação são automáticos em clichês. As cenas de ação são bem feitas e o final pode ser descrito por mim como uma parada de Batman. A grande surpresa do filme é o final, mas para aqueles que já estão acostumados com filmes de ação pode ser uma coisa extremamente previsível.
   A grande sacada da trama foi o máximo clichê, você sabe o que acontece realmente quando o assassino se aproxima de sua vitima? A aproximação acaba criando um vínculo entre eles e essa trama previsível tem direito ao assassino protegendo quem deveria matar.
   As atuações salvam o filme de toda a mediocridade já que os únicos pontos fracos são visuais. Os atores são realmente muito bons e o elenco do filme foi muito bem escolhido contando com a presença do incrível Song Kang-Ho que se destaca tendo uma boa atuação. A atriz Shin Se Kyung também se mostrou uma boa atriz. 
   Eu classificaria o filme como bom, ele é realmente um bom filme para os que gostam de ação, mas acho que faltou aquela boa pitadinha de sal que faz um filme ser considerado especial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

(: