25 de mar de 2013

Dream Home (Wai Dor Lei Ah Yut Ho, 2010)

Título Original: Wai Dor Lei Ah Yut Ho
Gênero: Terror
Ano de Lançamento: 2010
País de Origem: Hong Kong
Direção: Ho Cheung Pang
Sinopse: Cheng (Josie Ho) trabalha em dois empregos com a esperança de ganhar dinheiro suficiente para comprar seu próprio apartamento com vista para o porto de Victoria.
Depois de muito tempo, Cheng consegue economizar o dinheiro para comprar a casa de seus sonhos, mas o mercado de ações faz com que os proprietários decidiam aumentar o preço e com isso Cheng entra em um frenesi assassino onde ela ataca as pessoas que vivem ou trabalham no cobiçado prédio.

   Eu estou aqui novamente para indicar mais um filme oriental. Eu acho que deveria dar uma pausa nos filmes orientais, porque ultimamente aqui no blog eu só tenho postado filmes orientais. Mas quem se importa se o limite se excede quando amamos essas pessoas com os olhos puxados? Asiáticos fazem o caótico se tornar kawaii. E digo, o filme que vou indicar para vocês é super caótico, mas caótico no bom sentido.
   Comédias românticas são quase sempre muito boas para relaxar, mas e quando você só relaxa vendo sangue? É mais ou menos o meu caso. HAHAHA
   Dream Home passa longe de ser um desses filmes bonitinhos. Dream Home é um filme literalmente hardcore!
As minhas cenas favoritas aconteceram nesse apartamento. Mortes épicas! HAHAHA
   O filme é baseado em uma história real. Eu acho que não foi exatamente do jeito que acontece no filme, mas aconteceu. É o seguinte, o filme já começa com a morte do porteiro de um dos prédios mais chiques de Hong Kong na China. A primeira sequência é incrível, os planos de filmagem são ótimos e o sangue é muito realista. Enfim, a única coisa absurda foi a demora que o cara levou para morrer. Eu acho que na realidade levaria menos tempo, mas eu dou um desconto, porque quanto mais tempo o cara levou pra morrer mais agoniada e feliz eu fiquei e é exatamente o que acontece nas mortes de Dream Home, a nossa sensação é de agonia, mas ao mesmo tempo de felicidade. Se você uma pessoa tão psicótica quanto eu vai ficar muito feliz com as mortes desse filme. Enfim, o pessoal demora muito pra morrer e isso deixa o filme até engraçado. O filme tem uma cena de um cara que teve metade das tripas arrancadas... STOP SPOILER!
   A nossa adorável psicopata é a Srta. Cheng. Então, a personagem da diva Josie mata as pessoas do apartamento justamente para que os preços se tornem mais baixos. Mas também por questão de inveja. Já que ela não pode comprar um apartamento no prédio, a personagem odeia todas as pessoas que têm o privilégio de trabalhar e morar lá no cobiçado prédio. Original, não? A assassina parece ser uma bitch invejosa quando descrita, mas na verdade a personagem é encantadora. É quase impossível não torcer para que ela consiga o tão sonhado apartamento.
   A maioria dos filmes gore são péssimos no aspecto morte, a maioria das vezes as cenas chegam a ser absurdas de tão falsárias. Dream Home é realmente muito realista, eu prefiro nem spoilerar, mas a produção é um negócio incrível. As mortes são muito bem-feitas e muito divertidas também. Eu acho que o filme nem pode ser considerado terror, o filme é sangrento, mas é engraçado, ótimo para quem curte gore e humor negro. Sim, humor negro, porque algumas cenas são absurdas, mas divertidas, o que não tira o mérito do filme. É lindo! Eu adoro humor negro, então...
   Enfim, o filme tem uma cena ou outra de putaria. As pessoas são muito acostumadas em ver pureza por parte da Ásia. Eu penso que cada vez mais a putaria faz parte da vida. Dream Home acabou com aquele meu ódio de livros do gênero terror, se é que vocês me entendem. Nos livros de terror que eu já li os autores costumam detalhar demais as putarias e detalhar de menos as mortes, o que acontece em alguns filmes também. Dream Home mescla os dois e ainda dá mais destaque às mortes. No filme tem uma cena super original, eu não vou spoilerar, mas realmente é a mesclagem mais bizarra e sádica de sexo e matança.
   Eu gostei de quase tudo nesse filme, sério. Além de o filme ser bem-produzido e ter uma história interessante, Dream Home também é um filme que prende e que nos deixa com vontade de assistir de novo. A única coisa que eu não gostei foi da conclusão, o filme deixa algumas coisas no ar, como o fato das investigações dos crimes. Ninguém foi atrás da personagem, eu achei isso muito estranho.
   A atuação da Josie Ho foi ótima. Eu não a conhecia antes de assistir Dream Home, mas agora estou procurando conhecer mais sobre essa adorável moça. A Josie Ho é filha de um magnata dos cassinos, mas é surpreendente como ela possui vários projetos diferentes dentro do meio artístico. Aliás, a Josie tem uma produtora de filmes, a mesma que produziu Dream Home. E além dela se mostrar uma excelente atriz e produtora ela também tem uma banda de rock chamada Josie & The Uni Boys. Eu adorei essa banda, o estilo de música deles é exatamente o meu estilo de música, mas é uma pena, eu não achei as músicas deles em nenhum lugar para baixar. Enfim, eu vou deixar alguns vídeos da banda dessa diva da Josie para vocês ouvirem:





   Dream Home pode ser assistido no Youtube clicando aqui. Eu espero que assistam e que gostem desse filme sádico e divertido tanto quanto eu curti.


Nota de 1,0 à 5,0:

2 comentários:

  1. Fiquei interessada demais!
    Eu estou procurando filmes mais 'realistas' dos asiáticos, com sexo e morte, ele pagam de tão puristas em dramas que eu não sei como aquela gente de reproduz né?
    Sua resenha me deixou muito, mas muito curioso. Eu só daquelas que da risadas da morte agoniante das pessoas em filmes, então parece que vou gostar desse.
    ótimo post, mesmo.

    Beijos
    ~Ana
    Hallyudramas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu recomendo. Eu acho que até com essas pegadas mais fortes os asiáticos não deixam a qualidade escapar.
      Eu sou muito assim também, adoro rir das pessoas que morrem nos filmes, principalmente nesses filmes absurdos. Dream Home tem ótimas mortes, eu até cheguei a rir, mortes super épicas e originais, amei demais.
      Que bom que gostou. Obrigada por comentar! (:

      Excluir

(: